Reduzir fonteLetra tamanho normalAumentar fonte

Contacto

Horário:
De terça a sexta-feira 09h00 às 18h30
Segunda-feira e sábado das 09h30 às 13h00 e 15h00 às 18h30
Rua João da Costa nº16

2240-356 Ferreira do Zêzere

249360152

Eventos

agosto 2017
Seg.Ter.Qua.Qui.Sex.Sáb.Dom.
1
2
3
4
7
8
9
10
14
15
16
17
21
22
23
24
28
29
30
31
Aplicação Descubra Ferreira do Zêzere
turismo-do-centro

Escritor timorense em Ferreira do Zêzere

Luis Cardoso

Aproveitando a presença da exposição fotográfica “Rostos de Timor” na Biblioteca Municipal de Ferreira do Zêzere e o lançamento do novo livro do escritor Luís Cardoso, convidámo-lo a vir apresentar este novo livro em Ferreira do Zêzere. O evento será  no próximo sábado , dia 22 de abril às 15h00 e contará com a presença de amigos e alguns ferreirenses com muitas histórias comuns pela causa e resistência Maubere.

Biografia

Luís Cardoso nasceu em Kailako, uma vila no interior de Timor que aparece por diversas vezes referenciada nos seus romances. É filho de um enfermeiro que prestou serviço em várias localidades de Timor, razão pela qual conhece e fala diversos idiomas timorenses. Estudou nos colégios missionários de Soibada e de Fuiloro e, posteriormente, no seminário dos jesuítas em Dare e no Liceu Dr. Francisco Machado em Díli. Licenciou-se em Silvicultura no Instituto Superior de Agronomia de Lisboa. Desempenhou as funções de Representante do Conselho Nacional da Resistência Maubere em Portugal. É autor dos romances: Crónica de Uma Travessia (1997), Olhos de Coruja Olhos de Gato Bravo (2002), A Última Morte do Coronel Santiago (2003), Requiem para o Navegador Solitário (2007) e O ano em que Pigafetta completou a circum-navegação (Sextante Editora, 2013).

 

Para onde vão os gatos quando morrem? : Uma parábola bíblica

Sinopse

«Acabo de chegar à ilha onde vivi durante a minha infância, à procura de uma pessoa.»

O regresso a Ataúro, terra da infância, «terra do nunca», é o início desta nova viagem ao revés, de Luís Cardoso, um romance veloz, poético e emotivo, que percorre a infância e a idade de formação do narrador, a diáspora, as lutas, as desilusões, as traições, as perdas, o regresso, cruzando-o com uma plêiade de personagens extraordinárias. Uma viagem que, naturalmente, corre ao lado da história de Timor Leste, com a fantasia e a ironia que marcam desde sempre a voz do autor e nos fazem suspirar por essas terras misteriosas e de aterradora beleza.

Os cookies ajudam ao correto funcionamento deste sítio. Política de privacidade .

Ao utilizar os nossos serviços, concorda com a sua utilização.
Política de privacidade