Reduzir fonteLetra tamanho normalAumentar fonte

Contacto

Horário:
De terça a sexta-feira 09h00 às 18h30
Segunda-feira e sábado das 09h30 às 13h00 e 15h00 às 18h30
Rua João da Costa nº16

2240-356 Ferreira do Zêzere

249360152

Eventos

Seg.Ter.Qua.Qui.Sex.Sáb.Dom.
1
Data : sábado, 1 de fevereiro
3
Data : segunda, 3 de fevereiro
4
Data : terça, 4 de fevereiro
5
Data : quarta, 5 de fevereiro
6
Data : quinta, 6 de fevereiro
7
Data : sexta, 7 de fevereiro
8
Data : sábado, 8 de fevereiro
10
Data : segunda, 10 de fevereiro
11
Data : terça, 11 de fevereiro
12
Data : quarta, 12 de fevereiro
13
Data : quinta, 13 de fevereiro
14
Data : sexta, 14 de fevereiro
17
Data : segunda, 17 de fevereiro
18
Data : terça, 18 de fevereiro
19
Data : quarta, 19 de fevereiro
20
Data : quinta, 20 de fevereiro
21
Data : sexta, 21 de fevereiro
22
Data : sábado, 22 de fevereiro
23
Data : domingo, 23 de fevereiro
24
Data : segunda, 24 de fevereiro
25
Data : terça, 25 de fevereiro
26
Data : quarta, 26 de fevereiro
27
Data : quinta, 27 de fevereiro
28
Data : sexta, 28 de fevereiro
29
Data : sábado, 29 de fevereiro
Aplicação Descubra Ferreira do Zêzere
turismo-do-centro

Homenagem a Agustina Bessa-Luís

Agustina

A Biblioteca Municipal de Ferreira do Zêzere está a prestar homenagem a Agustina Bessa-Luís. Um dos nomes maiores da Literatura Portuguesa, marcou várias gerações e leitores, desde as suas histórias para crianças aos seus romances e novelas. Destacam-se "A memória de giz", "Dente de rato", "A Sibila", "O mistério da légua da Póvoa", "Fanny Owen", "Eugénia e Silvina".

Entre 1986 e 1987 foi Diretora do diário O Primeiro de Janeiro (Porto). Entre 1990 e 1993 assumiu a direção do Teatro Nacional de D. Maria II (Lisboa) e foi membro da Alta Autoridade para a Comunicação Social.

Foi membro da Academie Européenne des Sciences, des Arts et des Lettres (Paris), da Academia Brasileira de Letras e da Academia das Ciências de Lisboa, tendo já sido distinguida com a Ordem de Sant'Iago da Espada (1980), a Medalha de Honra da Cidade do Porto (1988) e o grau de "Officier de l'Ordre des Arts et des Lettres", atribuído pelo governo francês (1989).

Várias obras suas foram traduzidas em diversos países e algumas foram adaptadas ao cinema por Manoel de Oliveira, como “Francisca”, “Vale Abraão” e “As Terras de Risco”. O seu romance “As Fúrias” foi adaptado ao teatro por Filipe La Féria.

Aos 81 anos, Agustina Bessa-Luís recebeu o Prémio Camões, considerado o mais importante prémio literário da língua portuguesa.

Aos 96 anos morre com uma grande obra para ser lida ou relida.

Não perca no átrio da Biblioteca o destaque dos seus livros e um vídeo biográfico.

In: Sapo e RTP

Os cookies ajudam ao correto funcionamento deste sítio. Política de privacidade .

Ao utilizar os nossos serviços, concorda com a sua utilização.
Política de privacidade