João Paulo Sacadura é o padrinho oficial dos "bons maridos"

  • Imprimir
bons maridos

No próximo dia 5 de julho, os doces do distrito de Santarém vão estar a concurso na RTP1, ao longo do dia (manhã/tarde) , em programa em direto, para apuramento de um pré-finalista distrital que passará às semifinais e irá concorrer depois com os doces de outras regiões.

Os «bons maridos» de Ferreira do Zêzere, fizeram já um percurso assinalável, tendo sido já ultrapassadas duas fases cruciais e encontram-se entre os 7 doces finalistas do distrito de Santarém, após votação de painel de especialistas.

Joao Paulo Sacadura

O Jornalista João Paulo Sacadura, com vasto currículo de televisão, imprensa e rádio será o padrinho oficial dos «Bons Maridos», tendo aceite o convite que o município de Ferreira do Zêzere lhe lançou:

«A minha ligação com a região de Ferreira do Zêzere vem pelo menos desde os meus bisavós; a minha bisavó MARIA DIAS FERREIRA, tinha casa aqui no Chão da Serra e foi uma benemérita local. Na continuação da sua obra, o meu primo direito criou a Fundação Maria Dias Ferreira, para continuar a obra da nossa bisavó, nas valências de apoio social e cultural à região, e convidou-me para colaborar com ele como vogal da administração.»

«Apesar de morar em Lisboa, sempre passei férias em Ferreira do Zêzere, e reforçando ainda mais os laços que me unem à região eu e a minha mulher realizámos o batismo dos meus filhos (gémeos) na Igreja de Nª Senhora do Pranto de Dornes, na belíssima aldeia ribeirinha eleita como umas 7 Maravilhas de Portugal há 2 anos.»

«Sou guloso, q.b., e gosto em especial dos Bons Maridos, e sempre que vou a Ferreira do Zêzere não deixo de ir à Pérola do Zêzere provar um deles e também uma Boa Esposa, confesso...». Refere João Paulo Sacadura.

 

A partir de agora quem decide é o público, e vão ganhar os doces que tiverem mais votos, para votar nos «Bons maridos» deve utilizar o número 760 107 024 (valor da chamada: 0,60€ + IVA).

História do doce

Foi em 1970 que surgiu em Ferreira do Zêzere a receita dos Bons Maridos pela mão de Beatriz Soeiro e Silva, esposa do presidente da Câmara António José Soeiro e Silva. Esta, seria a digna vencedora de um Concurso Gastronómico local, onde ficaram conhecidos.

Curiosidades sobre o doce

Na sequência do Concurso Gastronómico realizado em 1970 e de forma a dar continuidade ao fabrico do doce vencedor foi sugerido à D. Emília Peixoto, por um juiz dos açores que estava a desempenhar funções no tribunal de Ferreira do Zêzere que esta solicitasse na Câmara Municipal a receita dos Bons Maridos.
Após fazer varias tentativas a partir da receita original, começa a comercializa-los no seu estabelecimento e a ter grande sucesso. A pedido de diversas senhoras, vai mais tarde criar a “Boa Esposa”, que viria a juntar-se ao seu “esposo”, o Bom Marido.

Link com vídeo:

https://www.youtube.com/watch?v=HO0A8J1MGoQ&t=47s

Os cookies ajudam ao correto funcionamento deste sítio. Política de privacidade .

Ao utilizar os nossos serviços, concorda com a sua utilização.
Política de privacidade